fbpx

Redução de Bactérias e Patógenos

Como é que o Ozono atua na Redução de Bactérias & Patógenos?

Neste artigo, irá aprender mais sobre como o ozono é eficiente para reduzir bactérias e patógenos. Se  já conhece o Ozono, sabe que é uma molécula instável e, por isso, altamente oxidante. Se ainda não sabe disso, pode ficar por dentro do que é o ozono e como ele é feito aqui.

Então, como é que o ozono pode reduzir ou mesmo eliminar microrganismos de uma forma natural e sem produtos químicos? Continue a ler e irá encontrar a sua resposta!

O ozono é extremamente eficiente como desinfetante, podendo reduzir a presença de bactérias, fungos e diversos outros microrganismos presentes nas superfícies.

A desinfeção com ozono ocorre por meio do rompimento da parede celular. É um método mais eficiente do que o cloro, que depende da difusão no protoplasma celular e da inativação das enzimas. Também é mais seguro, pois ao utilizar um único componente natural – o próprio ozono – reduz o contato com produtos químicos.

Como é que funciona?

Através de Discargas de Corona, algumas moléculas de oxigénio separam-se e recombinam-e com outras moléculas de oxigénio para formar o ozono. O terceiro átomo de oxigénio forma uma ligação fraca e solta-se facilmente.

Bactérias, vírus, fungos, parasitas, biofilmes, produtos químicos e inflamação são todos carregados positivamente (+), enquanto o ozono é carregado negativamente e atrai toxinas que são carregadas positivamente (+).

Uma vez que o ozono entra em contato com os contaminantes, a ligação fraca do triátomo de oxigênio é quebrada e o átomo de oxigénio destrói os corpos / materiais estranhos, porque o átomo de oxigénio irá combinar-se com compostos orgânicos e inorgânicos para oxidá-los ao contato.

Somente a molécula de oxigénio fica no ar após a conclusão do processo de oxidação, por isso o ozono não deixa resíduos e é um processo 100% natural.

Redução de Bactérias & Patógenos

O ozono tem uma ação antibacteriana muito forte, mesmo em baixas dosagens. Algumas das espécies bacterianas sensíveis ao ozono incluem Enterobacteriaceae (Escherichia coli, Salmonella, Enterobacter, Shigella, Klebsiella, Serratia e Proteus), estreptococos, estafilococos, Legionella, Pseudomonas, Yersinia, Campylobacteri e Mycobacteria, isso por causa da sua estrutura celular, que é extremamente sensível ao poder oxidativo do ozono.

Assim, podemos constatar que o Ozono é a melhor opção para reduzir as bactérias no corpo, boca, estômago, pele, o que pode ser reduzido com o uso regular de água ozonizada, ou mesmo em superfícies, como bancadas. E sempre usando um componente natural, sem resíduos, nem possibilidade de irritação.

Se está curioso sobre os Efeitos do Ozono em Patógenos, visite o nosso post sobre isso!

Benefícios

  • O ozono é mais eficaz do que o cloro na destruição de vírus e bactérias;

  • O ozono mata todos os tipos de bactérias, vírus e fungos – o ozono perturba a integridade da célula bacteriana por meio da oxidação. Nos fungos, o ozono inibe o crescimento em certas fases. Nos vírus, o ozono danifica o ciclo reprodutivo ao interromper o contato vírus / célula;

  • O ozono tem uma ação antibacteriana muito forte mesmo em baixas doses;

  • O ozono torna o sistema de enzimas antioxidantes mais eficaz;

  • O ozono estimula a produção de glóbulos brancos, o que ajuda a combater e proteger o corpo de vírus, bactérias, fungos e cancro, células que são privadas do mau funcionamento de oxigénio e são incapazes de eliminar os seus invasores;

  • Não há regeneração de microrganismos após a ozonização, ou seja, elimina bactérias e vírus;

  • O ozono é gerado no local e, portanto, há menos problemas de segurança associados ao transporte e manuseio;

  • O ozono decompõe-se de forma rápida e natural e, portanto, não deixa nenhum resíduo prejudicial que precise de ser removido.

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt
0