fbpx

Aplicações em Tratamentos Dentários

Ozono e Odontologia: Aplicações em Tratamentos Dentários

Sabia que a ozonoterapia pode ser aplicada no tratamento odontológico? O ozono, na odontologia, é uma solução muito eficaz para reduzir o uso de produtos químicos e proporcionar dentes mais saudáveis. Um tratamento dentário com ozono tem vários benefícios, incluindo propriedades de desinfeção e alívio da dor.

Então, como é que o ozono pode ser usado na odontologia? Leia o texto abaixo e saiba como!

O ozono é um poderoso oxidante que afeta com eficácia bactérias, fungos, vírus e parasitas a uma concentração muito menor do que o cloro, sem nenhum dos seus efeitos colaterais tóxicos, pois no final da sua atuação retoma a sua forma original de oxigénio.

Uma alta concentração de ozono mata as bactérias muito rapidamente e é mil vezes mais poderosa do que outros agentes utilizados na eliminação de bactérias. Uma molécula de ozono equivale a um intervalo entre 3.000 e 10.000 moléculas de cloro e atua 3.000 vezes mais rápido a matar os patógenos do que este.

São diversas as aplicações conhecidas do ozono no corpo humano, como imuno-estimulantes e analgésicos, anti-hipóxicos e desintoxicantes, antimicrobianos, bioenergéticos e biossintéticos (ativação do metabolismo de carboidratos, proteínas, lipídios).

A Odontologia atravessa um período de grandes mudanças e de crescimento. O tratamento dentário com ozono está a tornar-se numa prática comum em alguns países. Além disso, esta terapia tem sido mais aceite e benéfica do que as modalidades terapêuticas convencionais atuais, pois é um tratamento minimamente invasivo em comparação com os tratamentos tradicionais.

A ozonoterapia tem uma vasta gama de aplicações, em quase todos os campos da odontologia. As suas propriedades únicas incluem ações imunoestimulantes, analgésicas, desintoxicantes, antimicrobianas, bioenergéticas e biossintéticas.

Natural, segura e eficaz, a terapia odontológica com ozono alcança resultados excelentes sem o risco de reações alérgicas ou contra-indicações (quando administrado corretamente). Além disso, o ozono é aplicado no momento do tratamento, eliminando as bactérias imediatamente e reduzindo o tempo de medicação recomendado.

A ozonoterapia é uma modalidade de tratamento promissora para vários problemas dentários num futuro próximo. Uso de ozono na odontologia:

  • Periodontologia – Gengivite, Periodontite, Peri-implantite, Cortes cirúrgicos, Profilaxia;

  • Patologia dentária e oral – Cáries, Fissuras do esmalte, Tratamento do canal radicular, Clareamento dentário, Hipersensibilidade dentária, Abscesso, Granuloma, Fístula, Aftas, Infeção por Herpes, Estomatite – Candidíase;

  • Cirurgia – Implante, Replante, Extração, Cicatrização de Feridas, Coagulo-apatia – sangramento prolongado;

  • Prótese e odontologia restauradora – Desinfeção de cotos e coroa, Desinfeção de cavidades;

  • Ortodontia e Ortopedia – Disfunções da ATM, Trismo, Relaxamento, Mio-artropatia;

  • Diagnóstico – Teste de vitalidade.

É importante salientar ainda que a ozonoterapia tem algumas contra-indicações. Fale com o seu dentista ou médico antes de iniciar esta terapia nos seus cuidados de saúde dentária.

Estudos demonstraram que 99% das bactérias que causam cáries dentária foram eliminadas após 10 segundos de exposição ao ozono e até 99,9% das bactérias após 20 segundos de exposição.

(read full article here)

Modalidades de Tratamentos Dentários com Ozonoterapia

ENDODONTIA

O impacto do ozono foi reconhecido em diversos estudos sobre vários diferentes de cáries (caroços e fissuras, não cavidades e cáries de raiz primária). Dados interessantes mostram que o ozono não afeta a capacidade de vedação do sistema gengival. A ozonoterapia também tem sido usada para prevenir a cárie dentária nas fissuras dos primeiros molares permanentes em crianças.

O ozono, na endodontia, foca-se na sua atividade antimicrobiana. Uma vez que as infeções poli-microbianas complicam os casos de periodontite apical, o ozono, devido ao seu poder oxidativo, caracteriza-se como um antimicrobiano eficaz e a sua indicação para uso na terapia endodôntica parece bastante adequada. A sua ação antimicrobiana foi demonstrada contra cepas bacterianas como Mycobacteria, Staphylococcus, Streptococcus, Pseudomonas, Enterococcus, E. coli, S. aureus, E. faecalis e C. albicans usando modelos de pesquisa in vitro.

  • Dentes hipersensíveis – a perda de esmalte e dentina que ocorre devido a vários fatores como atrito, abrasão, erosão e trauma por oclusão pode causar hipersensibilidade e o diagnóstico da etiologia é vital. Após a eliminação da causa, uma aplicação de ozono reduz instantaneamente a dor nesses dentes sensíveis. O ozono remove a smear layer, abrindo os canais dentários, alargando o seu diâmetro, assim, os iões de cálcio e flúor fluem para esses canais de forma fácil, profunda e eficaz para cobrir os canais dentários, evitando a troca de fluidos dos mesmos. Desta forma, o ozono elimina rapidamente o problema de sensibilidade das raízes e o seu efeito dura mais do que os métodos convencionais.

  • Lesões de cárie proximal e cárie radicular – A aplicação de ozono reduz significativamente a presença de S. mutans, no entanto, aplicações mais longas também são muito eficazes na eliminação de espécies cariogénicas como S. mutans, L.casei e A.naeslundii na raiz da cárie. No entanto, se houverem lesões de cárie que possam ser detetadas por radiografia, deverá aumentar-se a exposição ao ozono seguida por uma restauração.

  • Clareamento – O ozono pode ser usado no clareamento dental com resultados bastante satisfatórios. Após o tratamento do canal radicular, a descoloração da coroa é um grande problema estético. O ozono foi usado com sucesso para clarear a tonalidade amarelada. O efeito de branqueamento com ozono é visto quando o agente de branqueamento é colocado na cavidade de acesso e a coroa é exposta ao ozono.

  • Terapia Vital de Canal Radicular – Após uma preparação biomecânica eficaz, a irrigação com água ozonizada reduz significativamente a população bacteriana no canal radicular.

PROTODONTIA

Devido ao seu alto potencial de oxidação, é eficaz contra vários microrganismos, como bactérias, vírus, fungos e protozoários, que são necessários para a manutenção da placa.

O ozono estabeleceu-se como um potente agente de limpeza de dentaduras devido às suas propriedades de anti-placa. A placa bacteriana que se acumula nas próteses é composta por diversos microrganismos orais, principalmente C. albicans.

A estomatite dentária é frequentemente encontrada na prática clínica, sendo uma manifestação do acúmulo de placa na superfície da dentadura, o controle eficaz da placa dentária deve ser iniciado atempadamente de forma a prevenir tais resultados. Um método eficaz para isso é o uso de ozono como agente de limpeza de dentaduras. O controle da placa de prótese é essencial para a prevenção da estomatite protética.

A aplicação de água ozonizada em combinação com ultrassonografia em C. albicans tem-se mostrado uma solução viável na redução do número de C. albicans.

MEDICINA ORAL

Lesões de tecidos moles como herpes, aftas, úlceras de próteses removíveis, cortes, queilite, candidíase, cistos e feridas traumáticas podem ser tratadas com água ozonizada ou óleos. As propriedades desinfetantes e cicatrizantes auxiliam na cicatrização dessas lesões.

CIRURGIA

O ozono é conhecido por estimular a cicatrização de feridas, bem como controlar infeções. A influência da água ozonizada no processo de cicatrização de feridas epiteliais na cavidade oral foi observada por A. Filippi (em “Expressão de PCNA de cementoblastos e fibroblastos na superfície radicular após enxaguamento/lavagem extra-oral para descontaminação. Dent Traumatol 2002”).

Após a extração de um dente ou qualquer procedimento cirúrgico, a área é irrigada e insuflada, o que promove uma cicatrização mais rápida e sem complicações. Verificou-se que a água ozonizada aplicada diariamente pode acelerar a taxa de cicatrização na mucosa bucal. Este efeito pode ser verificado nos primeiros dois dias de pós-operatório sem a necessidade de medicação sistémica. O óleo ozonizado pode ser eficaz no tratamento da alveolite. Após a extração dentária e em caso de complicações pós-extração, o ozono é muito útil tanto na desinfeção e eliminação de bactérias como na aceleração do processo de cicatrização.

  • Infeções crónicas ou recorrentes na cavidade oral;

  • Elimina patógenos bacterianos (purga de biofilme);

  • Reduz infeções de próteses dentárias de fungos, leveduras, bactérias e vírus;

  • Desinfeção da bolsa periodontal e desinfeção óssea;

  • Prevenção e remineralização de cáries dentárias;

  • Tratamentos endodônticos;

  • Extração de dentes;

  • Sensibilidade dentária;

  • Retração gengival (superfícies radiculares expostas);

  • Controle da dor;

  • Controle da infeção;

  • Controle da placa;

  • Pré-lavagem de locais cirúrgicos e desinfeção pós-extração;

  • Aceleração da recuperação;

  • Regeneração de tecidos;

  • Controle do mau hálito (halitose);

  • Remineralização da superfície dentária;

  • Branqueamento de dentes;

  • e muito mais.

PERIODONTIA

As doenças periodontais e gengivais representam uma grande preocupação tanto na odontologia como na medicina. O biofilme dentário recorre ao uso de antibióticos no sentido de patógenos periodontais putativos, sendo necessárias maiores concentrações de antibiótico para obter resultados mais positivos. A aplicação de ozono na periodontia tem mostrado resultados promissores na medida em que o gás ozono aquoso é utilizado como substituto do desbridamento mecânico.

Água ozonizada (4mg / l) inibe a formação de placa dentária e reduz o número de patógenos sub-gengivais, tanto gram-positivos quanto gram-negativos. Além disso, a água ozonizada tem uma forte atividade bactericida contra bactérias nas placas de biofilme e inibe o acúmulo de placas.

A aplicação de ozono em doenças crónicas gengivais e periodontais tem revelado melhorias no seu estado, assim como em pacientes com abscessos periodontais sem exsudação.

A água ozonizada pode ser usada:

  • como um desinfetante poderoso;

  • na sua capacidade de controlar o sangramento;

  • na sua capacidade de limpar feridas em ossos e tecidos moles;

  • para melhorar a cicatrização, aumentando o suprimento local de oxigénio para a área da ferida;

  • para aumentar a temperatura na área da ferida, e isso aumenta os processos metabólicos relacionados à cicatrização de feridas.

Benefícios

Existem vários benefícios em usar a ozonoterapia porque o ozono é um agente poderoso e natural que mata bactérias, fungos, vírus e parasitas com propriedades anti-sépticas que o tornam uma ferramenta maravilhosa para desinfetar.

Na odontologia, o ozono é uma ferramenta fantástica para desinfetar locais cirúrgicos e de extração, locais de perpetração de implantes e áreas de infeções, sem deixar efeitos colaterais desagradáveis.

O uso do ozono melhora a cicatrização, diminui a inflamação, a dor e o inchaço na área tratada, preservando ao máximo a integridade dos dentes naturais.

Existem várias maneiras de aplicar ozono durante os tratamentos dentários sem tirar as suas propriedades:

  • Como higienizador, fazendo lavagens bucais regulares durante o tratamento;

  • Como uma infusão no osso maxilar infetado (cavitação);

  • Como uma infusão na articulação temporo-mandibular para o tratamento da dor e inflamação;

  • Como irrigador com altas concentrações durante procedimentos cirúrgicos;

  • Como irrigador com altas concentrações durante a nova terapia de canal radicular para desinfetar o dente envolvido;

  • Uso de azeite ozonizado para doenças periodontais (terapia adjuvante);

  • e muito mais.

Assim, a ozonoterapia dental diminui o tempo de tratamento, elimina as bactérias e parasitas com mais precisão e, além disso, é totalmente indolor.

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt
0